Fisio e Terapia Integradas

Palmilhas Posturais

De origem na escola francesa e com inúmeros estudos realizados desde a década de 1980, quando surgiu esta técnica de reprogramação postural e que passou por algumas mudanças sutis ao longo da história. A reprogramação postural através de palmilhas é um método que busca integrar os conhecimentos da influência dos pés na postura e auxilia na abordagem preventiva e terapêutica.

Todo ser humano tem um centro gravitacional de equilíbrio e estabilidade, sendo os pés a base de toda sustentação e alinhamento. O tônus postural está sob o controle e dependência das informações: visuais, vestibulares, proprioceptivas, oculomotoras e mandibular, e o pé é um dos receptores do sistema postural.

Um gesto repetitivo (profissional ou esportivo) pode induzir a uma modificação do equilíbrio postural por uma assimetria de forças musculares. Uma dor pode induzir a uma atitude antálgica que interfere na memorização no cerebelo e que persistirá mesmo após o desaparecimento dos sinais dolorosos. A fadiga, estresse, calor, frio, vários fatores podem intervir na atitude postural. O paciente geralmente não tem consciência de que estes fenômenos intervêm na sua postura. O indivíduo se mantém de pé segundo uma posição que ele ignora completamente e seus gestos igualmente escapam a sua consciência em sua definição precisa.

O tratamento consiste na confecção de uma palmilha postural após estudo da funcionalidade do seu pé em relação ao seu joelho, cintura pélvica, cintura escapular, e coluna vertebral.

O objetivo das palmilhas posturais é reprogramar a postura do seu corpo como um todo , tratando, corrigindo ou prevenindo uma deformidade que pode ter vindo desde a infância até a fase adulta. A diferença desta palmilha é que elas são leves, confortáveis e na sua composição são fixados alguns elementos que em contato com os pés fornecem informações ao sistema nervoso e, como resposta, o corpo conduz um reequilíbrio através das reações reflexas dos músculos, corrigindo as assimetrias posturais. As palmilhas posturais são indicadas nos casos de fascite plantar, dores na coluna, quadris, joelhos, tornozelos, plantas dos pés, artrose, hérnias, protusões discais, distúrbios de ATM, joanetes, esporões de calcâneo, pé plano ou cavo, metatarsalgias, fratura por stress, diferença de comprimento de membros inferiores (perna curta), entre outros.

A avaliação dura em média de 1 hora e o retorno para a moldagem das palmilhas nos pés do paciente dura em média 20 minutos.

image
image
image