Fisio e Terapia Integradas

Moxaterapia

A moxa tem sua origem no norte da China há pelo menos 3000 anos, e era queimada sobre os pontos de acupuntura muito antes das agulhas serem usadas. Moxabustão (Jiú pinyin) significa literalmente, “longo tempo de aplicação do fogo”, sendo considerada uma espécie de acupuntura térmica. A união da palavra japonesa mokusta (erva ) + bustão (combustão) formou-se o vocábulo ¨moxabustão¨.

A moxa é fabricada a partir de uma “erva daninha” prolifica chamada artemísia (Artemisia vulgaris) e para ser usada em moxabustão, a artemísia é transformada em um material chamado “lã de moxa” a partir de suas folhas secas, moídas e peneiradas. Estes são enrolados em bares e cones utilizados para queimar durante o tratamento. Atualmente dependendo do local onde for fazer o atendimento com a moxa, por exemplo, em locais fechados, escritórios é mais aconselhável o uso de moxa elétrica ou de carvão mineral por não produzir fumaça. A moxa pode ser aplicada à agulha, levando o calor profundamente no ponto, próximo à pele ou em forma de suporte colocado em cima da pele.

A finalidade da moxaterapia é de aquecer o Qi e Xue (energia e sangue), para tratamento das doenças provocadas pelo frio e umidade e a de evitar a penetração destes quando o Qi vital enfraquece.

A técnica consiste na aplicação do calor provocado pela moxa que estimula a cura pelo aumento da taxa metabólica, da atividade celular e do fluxo sanguíneo local, produzindo vasodilatação, espalhando o foco da estimulação térmica sobre áreas de grande superfície com efeito anti-inflamatório e analgésico.

A moxa é indicada para as doenças provocadas pelo frio e pela umidade (muito usada em paises frios e no inverno), para situações com deficiência de energia (convalescente), doenças crônicas, cólicas menstruais, desordens digestivas, hormonais e circulatórias, lesões de tecido mole, problemas músculo esqueléticos, osteoartrite nos joelhos, quadris, ombros, coluna, torcicolo, contusão, para reposição de energia, dores no corpo dos idosos, acalmar e relaxar.

As sessões duram em média 45 minutos. O tratamento pode ser integrado à acupuntura, auriculoterapia, entre outros.

image
image